Ultimas Postagens
.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Pescador de águas turvas


O médico e vereador Luiz Aureliano esteve na tarde desta segunda-feira (18), nos estúdios da Rádio Cultura onde respondeu às perguntas da equipe do programa Patrulha e também dos ouvintes. O médico foi bastante questionado sobre as mortes de Roselma Gomes da Silva e de cinco bebês no Hospital Nair Alves de Souza durante seu plantão e que resultaram em seu afastamento daquela unidade hospitalar.

Luiz Aureliano também foi indiciado pela Polícia Civil por crime doloso relativo à morte da jovem Roselma por suposta negligência médica. A essas acusações o médico respondeu que só pode ser perseguição, mas que está tranquilo e vem acompanhando o processo.

Com um discurso amplamente apoiado no que ele tem de melhor - a retórica -, o médico desdenhou os secretários de saúde que o antecederam, e também o atual ao dizer que sua gestão foi a melhor e não pensou duas vezes ao disparar sua verborragia conceituando o atual secretário, Kleylson Barbosa, como incompetente e dizer que o prefeito Anilton Bastos foi muito infeliz em sua escolha.    

Falando de forma compulsiva e sem qualquer modéstia, Luiz Aureliano se colocou como um verdaeiro paladino da saúde em Paulo Afonso inclusive alardeando que a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) será sua bandeira no parlamento municipal e, como tal, já solicitou de Luís de Deus (DEM), Mário Negromonte (PP) e Josia Gomes (PT) que destinem emendas parlamentares para sua implantação.

“A gestão da saúde é feita por dois técnicos, estou muito preocupado e estou pleiteando uma vaga na comissão de saúde na Câmara de Vereadores para fiscalizar,” argumentou Aureliano. E completou: “Marcos e Kleylson não têm a menor competência para exercer os cargos que estão exercendo.”

Quando questionado sobre a farra das cochinhas, desvio de R$ 45.737,58 da Atenção Básica/PAB Fixo para pagamento de despesa com  coffee break à época que geria a Secretaria de Saúde, o médico disse que foi desvio de finalidade,conceituando de erro formal, expressão que ele cunhou para designar ingerência administrativa.      

Durante toda a entrevista Luiz Aureliano usou e abusou da heurística, uma técnica que tem por finalidade encontrar respostas convincentes apesar de imperfeitas. Aliás, presumidamente Aureliano se fez passar por Geni ao afirmar que só pode ser perseguição o que ele vem sofrendo.

Luiz Aureliano, para não perder o costume, vangloriou-se de ações que teria feito no Hospital Nair Alves de Souza e na saúde pública, todavia o médico se traduz em uma verdadeira caixa de ressonância de ações que só ele as conhece.    

A entrevista de Luiz Aureliano nos deixou uma certeza: o médico e vereador mais parece um pescador de águas turvas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzido Por: Mais Template - Designed By