Ultimas Postagens
.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Regresso de Paulo de Deus gera racha entre Luis e Anilton

Já escrevi aqui no blog que a resignação do PDT de Paulo Afonso é a fonte de sua desgraça, pois, ao aceitar a filiação de Anilton Bastos, o partido abdicou de seu perfil de centro-esquerda e rendeu-se a autocracia dos deuses. Todavia, ao que parece, o resignado agora é o próprio prefeito.

Buchichos dos bastidores políticos dão conta de que começa a alvorecer no ninho imperialista dos deuses um clima de racha entre Bastos e o deputado Luis de Deus. Ao que tudo indica, o motivo da cizânia seria o fato de Bastos não aceitar, em hipótese alguma, apoiar Paulo de Deus para sucedê-lo em 2016.

Aliás, Bastos não só nega apoio ao irmão de Luis de Deus como também ao pré-candidato a deputado federal Carlos Aleluia que fará dobradinha com Luis. Para o prefeito, o candidato a federal é o petista Josias Gomes.

Os sintomas do racha no grupo liderado por Luis de Deus já começam a se fazer notar. O vereador Antônio Alexandre, um dos cabos eleitorais de Paulo de Deus e membro da bancada do prefeito, tem usado a tribuna da Câmara Legislativa para demonstrar sua repulsa a Anilton Bastos.

Antônio Alexandre, que já havia se queixado de Anilton Bastos ao dizer que “o prefeito não respeitou o principio da respeitabilidade ao interferir nas ações do Poder Legislativo”, referindo-se à interferência do prefeito para impedir a antecipação das eleições da nova Mesa Diretora da Casa, diz agora que foi enganado quando votou a favor do projeto do executivo referente ao novo código tributário.

 Além de Antônio Alexandre outros vereadores da bancada do prefeito já se proclamaram autoindependentes no que diz respeito aos apoios políticos. Pelo que se percebe o barco político de Anilton Bastos está à deriva, mas engana-se quem pensa que Bastos abdicou do timão.

Muitos acham que pelo fato de Anilton não apoiar a candidatura de Paulo de Deus, ele, (Bastos) para evitar se indispor com Luis de Deus, lavaria as mãos deixando as coisa acontecerem pura e simplesmente, mas Bastos não é ingênuo e sabe do poder que tem.

Anilton Bastos deverá anunciar um candidato próprio à sua sucessão e aí toda a cena política será mudada, até por que este candidato, ao contrário do que muitos imaginam, não seria o vereador Petrônio Nogueira ou secretário Jânio Soares. E quem seria o candidato do prefeito?

Bastos deve aguardar o resultado das eleições de outubro para anunciar no momento certo o nome do deputado Paulo Rangel que, como já mencionei acima, mudaria toda a conjuntura política municipal.

Apesar de ainda ser muito cedo para fazer qualquer prognóstico não é preciso ser nenhum cientista político para perceber que sem a interferência de Anilton Bastos no processo eleitoral de 2016, o ex-prefeito Paulo de Deus nadará de braçadas e fatalmente se elegerá e Bastos, provavelmente, tentará impedir que isto aconteça .    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzido Por: Mais Template - Designed By