Ultimas Postagens
.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Comarcas de Arapiraca, Delmiro Gouveia, Mata Grande, São José da Tapera e Santana do Ipanema estão sem juízes fixos, diz presidente da OAB-AL

Comarcas de entrâncias inicial no interior de Alagoas estão sem juízes fixos há anos e funcionando em situação precária, conforme a advogada Fernanda Marinela, presidente da seccional alagoana da Ordem dos Advogados do Brasil.

Segundo ela, os magistrados de outros locais que atuam provisoriamente nessas comarcas de menor porte, que têm apenas uma vara, ficam cerca de um mês no local.

Os juízes atendem várias comarcas e só vão às localidades sem magistrados fixo uma vez por semana, conta. "Todo mês troca de juiz. Se ele prefere ir à localidade outro dia, a audiência previamente marcada precisa ser remarcad”, disse ao jornalista Marcelo Galli, do site Conjur.
Ela participou da Caravana Nacional de Prerrogativas do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil nesta terça-feira, 16, em cidades do interior alagoano.

O grupo de advogados passou pelas cidades de São José da Tapera, Santana do Ipanema, Mata Grande, Delmiro Gouveia e Arapiraca.

A presidente da OAB-AL afirma que muitas dessas comarcas dão expediente com poucos funcionários, vários cedidos das prefeituras das cidades.  Segundo Fernanda Marinela, o Judiciário local alega não resolver o problema por falta de orçamento.


Por Jornal  Extra de  Alagoas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzido Por: Mais Template - Designed By