Em Jatobá, 300 famílias estão próximas de serem expulsas de suas residências

Nas comunidades rurais de Bem Querer de Baixo, Bem Querer de Cima, Caxiado e Caldeirão, na cidade de Jatobá – PE, 300 famílias estão próximas de serem expulsas de suas residências nos próximos 15 dias, por ordem da 38ª Vara Federal. O titular Juiz Felipe Mota expediu mandado de desocupação da área demarcada no ano de 1987, pelos órgão de proteção indígena e deu prazo de 30 dias para que, por meio de força policial, sejam retiradas as famílias que habitam as terras a mais de 300 anos.

A demarcação das áreas indígenas, correspondentes ao conjunto de aldeias da etnia Pankararu, se deu a princípio, no ano de 1940, quando o Serviço de Proteção Indígena (SPI) demarcou uma área de 8100 hectares de terra. Porém, as lideranças indígenas sempre reivindicaram uma área maior que englobasse um conjunto de comunidades de agricultores rurais residentes na área sul das terras demarcadas, ficando estas comunidades situadas no município de Jatobá – PE. 
A habitação por parte de agricultores familiares da área rural, reivindicada pelas lideranças indígenas, remota ao final do século XVIII, com a vinda de imigrantes para colonizar e trabalhar no interior da capitania de Pernambuco e São Vicente que hoje corresponde ao estado de Pernambuco. A habitação das terras dessas comunidades segundo relatos orais de anciãos das comunidades, se deu de maneira pacifica e ordeira pois essas terras eram inabitadas.

Do jatobanoticias.com.br
Em Jatobá, 300 famílias estão próximas de serem expulsas de suas residências  Em Jatobá, 300 famílias estão próximas de serem expulsas de suas residências Reviewed by Ednaldo Júnior on 08:39 Rating: 5

Nenhum comentário