Ultimas Postagens

domingo, 12 de novembro de 2017

Promotores e procuradores de justiça discutem com integrantes CNMP melhorias no sistema socioeducativo de Alagoas

Promotores e procuradores de justiça de Alagoas participaram, nesta quinta-feira (09), de uma reunião de trabalho com membros da Comissão da Infância e da Juventude do Conselho Nacional do Ministério Público (CIJ/CNMP) que, esta semana, realizou uma visita técnica às unidades de internação do sistema socioeducativo de Alagoas. Durante o encontro, os integrantes da comissão relataram aos membros do MPE/AL qual foi a situação encontrada.
Nas próximas semanas, a CIJ deverá enviar um relatório contendo os dados colhidos e os diagnósticos feitos para que sirva de norte às ações e estratégias adotadas pelo Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL) para o sistema socioeducativo do estado, com destaque para as unidades de internação e semiliberdade.
O procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, fez a abertura da reunião e destacou os trabalhos desenvolvidos pelos promotores de justiça de Alagoas para que crianças e adolescentes tenham garantido o exercício de sua cidadania. “Nós temos promotores aguerridos que trabalham nessa área. Eles têm contribuído muito para a melhoria dos índices relacionados à infância e juventude. Também sabemos da necessidade de um olhar de fora que nos ajude a aperfeiçoar estes trabalhos e projetos. Então, estamos de portas abertas para estabelecer parceria com a comissão do CNMP. Toda ajuda é bem-vinda para que possamos garantir melhoria significativa nas vida desse público que precisa tanto da nossa proteção e apoio, especialmente aquele que vive em situação de vulnerabilidade social”, declarou ele.
O chefe do MPE/AL também citou alguns projetos fomentados pelo Ministério Público, como “Drogas: prevenção é a palavra-chave”, coordenado pela promotora de justiça Alexandra Beurlen; a proposta de criar um protocolo para acolhimento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, idealizada pelo promotor de justiça Ubirajara Ramos; o Simase, criado pela promotora de justiça Marta Bueno; e o projeto para a construção de abrigos para colhimento de jovens em situação de risco no interior do estado, que envolve a participação de 11 promotores de justiça e tem a coordenação do diretor do Centro de Apoio Operacional do Ministério Público (Caop), promotor José Antônio Malta Marques.

Além do procurador-geral de Justiça de Alagoas, compuseram a mesa de honra o presidente da CIJ, promotor de justiça Leonardo Accioly da Silva; o subprocurador-geral Administrativo-Institucional, procurador de justiça Márcio Roberto Tenório; o coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Alagoas (Caop), promotor José Antônio Malta Marques; e o presidente da Associação do Ministério Público (AMPAL), promotor de justiça Flávio Gomes da Costa. Os promotores de justiça Darcy Leite e Dejaniro Jonas Filho, que igualmente integram a CIJ, também participaram do encontro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzido Por: Mais Template - Designed By