PGR pede que Collor seja condenado a 22 anos de prisão


Ex-presidente é réu em ação penal do STF sob acusação de ter recebido propina

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o senador licenciado Fernando Collor de Mello (Pros-AL) seja condenado a 22 anos de prisão e à perda do mandato pelos crimes de corrupção e lavagem.
Réu em ação penal no STF, o ex-presidente da República é acusado de receber propina de um esquema de corrupção na BR Distribuidora, empresa subsidiária da Petrobras.
Segundo a denúncia, Collor era responsável por indicações na diretoria da BR Distribuidora e teria recebido mais de R$ 50 milhões em propina relacionada a contratos da empresa, entre os anos de 2010 e 2014. A defesa do senador afirma que não há provas de que ele tenha praticado irregularidades.
A Procuradoria pede a condenação do senador a 12 anos, 5 meses e 10 dias de prisão pelo crime de corrupção, e a 10 anos, 3 meses e 10 dias por lavagem de dinheiro.
Além disso, Dodge quer o pagamento de multa e de uma indenização no valor de R$ 59,9 milhões como forma de reparar os danos provocados pelos crimes. A manifestação da PGR (Procuradoria-Geral da República) foi apresentada como alegações finais no processo.
Esta é a última fase de manifestação das partes antes do julgamento, que deverá ser realizado pelos cinco ministros da 2ª Turma do STF. Com informações da Folha.
PGR pede que Collor seja condenado a 22 anos de prisão PGR pede que Collor seja condenado a 22 anos de prisão Reviewed by Ednaldo Júnior on 07:59 Rating: 5

Nenhum comentário