Caetano defende direito de apoiar campanha de Manuela D'Ávila após TRE proibir live

Desembargadores consideraram que o evento online equivale a um showmício, o que é proibido pela lei eleitoral


O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) proibiu na quinta-feira (22) que o cantor Caetano Veloso arrecadasse fundos à candidatura de Manuela D’Ávila para a Prefeitura de Porto Alegre com uma live. A apresentação estava marcada para 7 de novembro.

No Instagram, o cantor disse que respeita a decisão, mas não a entende. Ele citou o Artigo 21 da Lei de Eleições, que permite a arrecadação de recursos com eventos, sem delimitar se pode ou não pode ser musical.

“Não é apenas a minha liberdade de expressão que está sendo tolhida. É a de todos os meus colegas artistas que possuem o direito constitucional de apoiarem os seus candidatos, inclusive através de doações”, reclamou Caetano.

Manuela disse que vai recorrer. "Agradeço ao Caetano por sua defesa à democracia e por acreditar que a política pode ser feita de forma coletiva. Vamos recorrer ao TSE”, afirmou a candidata.

::Candidatas lançam manifesto "Basta de violência política contra as mulheres!"::

A proibição à live foi um pedido do também candidato à Prefeitura de Porto Alegre Gustavo Paim (Progressistas).

Por 4 votos a 3, os desembargadores decidiram que o show online equivale a um showmício, o que é vedado pela lei eleitoral. A proibição também vale para arrecadação a outros candidatos, como Guilherme Boulos (PSOL), em São Paulo.

Leia também: Com apoio de notáveis, PCdoB e PT oficializam chapa Manuela/Rossetto

O julgamento ficou empatado em três a três até o voto do presidente do TRE-RS, desembargador André Villarinho. Ao se posicionar contra Caetano, o magistrado declarou que o evento poderia arrecadar até R$ 1 milhão, o que seria um “abuso econômico, vetado em lei, desequilibrando a disputa”.

Caetano defende direito de apoiar campanha de Manuela D'Ávila após TRE proibir live Caetano defende direito de apoiar campanha de Manuela D'Ávila após TRE proibir live Reviewed by Ednaldo Júnior on 12:38 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade