Em ‘Teocracia em Virgem’, Porta dos Fundos ri de Bolsonaro e dos fanáticos religiosos


 

A“Teocracia em Vertigem”, especial do Natal de 2020 do Porta dos Fundos, faz sátiras com o governo de Bolsonaro e de seus aliados religiosos, destacando-se os fundamentalistas evangélicos.

O grupo de humor dá atenção especial os religiosos que tentam censurá-lo com frequência, como ocorreu com o especial de Natal de 2019, que apresentou Jesus como homossexual, no Netflix.

No formato de documentário, com foi o “Democracia em Vertigem”, da cineasta Petra Costa, o especial deste ano leva a atual polarização política para os tempos de Jesus.

Há dezenas de referências a pessoas, episódios recentes e memes.

Direta ou indiretamente, existem menções a Bolsonaro e sua mulher, Queiroz, Lula, Dilma, Moro, Malafaia, Feliciano, Flordelis, Drauzio Varella e, obviamente, a Cristo, Judas, Pilatos, etc.

Há uma associação entre Lula e Cristo, porque ambos, na versão do grupo de humor, foram condenados sem provas. 

A sátira será lançada no dia 10 de dezembro no Youtube. Segue o trailer.



Em ‘Teocracia em Virgem’, Porta dos Fundos ri de Bolsonaro e dos fanáticos religiosos Em ‘Teocracia em Virgem’, Porta dos Fundos ri de Bolsonaro e dos fanáticos religiosos Reviewed by Ednaldo Júnior on 17:39 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade