Governo Bolsonaro estuda privatizar serviços da transposição do São Francisco

 

Vencedor da licitação cobrará pela distribuição da água e poderá gerar energia solar


Marca das gestões do PT na área de infraestrutura, a transposição do rio São Francisco deve ser entregue à iniciativa privada pela gestão Jair Bolsonaro no próximo ano. O governo planeja fazer o leilão de concessão em julho de 2021, informa reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a publicação, a empresa vencedora cuidará da operação dos reservatórios, estações de bombeamento e 477 quilômetros de canais, que alcançam quatro estados do Nordeste —Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

O governo tem feito sondagens com investidores e busca empresas de grande porte que poderiam operar um sistema de complexidade alta.

No radar da equipe econômica, estão companhias como a brasileira Weg, que já atua em sistemas de distribuição de água e irrigação em outros países.

“O nosso objetivo é garantir o suprimento hídrico. Nas secas que ocorreram no Nordeste de 2013 a 2016, os quatro estados e o governo federal gastaram de R$ 4 bilhões a R$ 5 bilhões em medidas emergenciais para garantir o acesso da população à água”, disse à Folha o diretor de programa da secretaria do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos), André Arantes.


Governo Bolsonaro estuda privatizar serviços da transposição do São Francisco Governo Bolsonaro estuda privatizar serviços da transposição do São Francisco Reviewed by Ednaldo Júnior on 18:43 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade