Movimento antivacina 'é coisa de retardado', diz esposa de Eduardo Bolsonaro

 

Heloisa se posicionou sobre vacinação da filha do casal






A esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Heloisa, criticou hoje o movimento antivacina nas redes sociais. Questionada por um seguidor se iria vacinar Geórgia, sua filha recém-nascida, a nora do presidente Jair Bolsonaro respondeu que o movimento "só pode ser coisa de retardado".

"Depois, quando o filho tiver uma doença, quero ver ele agradecer aos pais por terem poupado ele da dor do 'pic'. Pqp, né? Por essas e outras a gente vê a volta de doenças antes erradicadas.", completou Heloísa. 

Apesar de não constar que a família Bolsonaro seja contra a ideia dos imunizantes em si, tanto o marido de Heloísa, Eduardo, como o sogro, Jair Bolsonaro, defendem que a vacina contra a Covid-19 não deve ser obrigatória quando liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Movimento antivacina 'é coisa de retardado', diz esposa de Eduardo Bolsonaro Movimento antivacina 'é coisa de retardado', diz esposa de Eduardo Bolsonaro Reviewed by Ednaldo Júnior on 07:05 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade