Porta-voz da PM do Rio que ataca jornalista em vídeo é exonerada

Tenente-coronel afirma que o repórter agiu de “forma maldosa” por ter publicado reportagem que mostra aumento no consumo de munições





O governador em exercício do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PSC) decidiu exonerar a porta-voz da Polícia Militar do Rio de Janeiro, tenente-coronel Gabryela Dantas, após a divulgação de um vídeo em que ela ataca o jornalista Rafael Soares, dos jornais O Globo e Extra.

A decisão do governador foi tomada na tarde desta quarta-feira (9), após conversar com o secretário de Polícia Militar, José Rogério Figueredo. Segundo o UOL, o secretário teria dito que a ideia da produção do vídeo teria partido da própria porta-voz.

Soares é autor de uma reportagem que mostra um aumento no consumo de munições no 15º BPM (Duque de Caxias), local onde são lotados os policiais investigados nos assassinatos das primas Emilly Victória Silva dos Santos, de 4 anos, e Rebecca Beatriz Rodrigues dos Santos, de 7 anos. Elas brincavam na porta de casa na última sexta-feira (4), quando foram baleadas. A família afirma que as balas partiram de policiais.

No vídeo, a tenente-coronel afirma que o repórter agiu de “forma maldosa” e que se aproveitou “da comoção nacional para colocar a população contra a Polícia Militar”.

O ataque ao jornalista foi repudiado pelo Grupo Globo e gerou críticas da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji). “Incitar a população contra o jornalista mostra não só falta de respeito à liberdade de imprensa, mas claro objetivo de intimidar o repórter. O governo do Rio, cujo logotipo assina o vídeo, deve informar se concorda com esse tipo de recurso de ameaça à imprensa”.

Porta-voz da PM do Rio que ataca jornalista em vídeo é exonerada Porta-voz da PM do Rio que ataca jornalista em vídeo é exonerada Reviewed by Ednaldo Júnior on 05:15 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade