Médica se recusa a atender idosa de 96 anos e agride mulher que protestou

 

Médica Silvia Haber Duellberg não usava máscara e tripudiou de idosa de 96 anos que chegou de ambulância e precisava de atendimento urgente. Ao ser questionada, ela se revoltou e partiu para a violência física

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que uma médica do Hospital Heliópolis, localizado na zona sul da cidade de São Paulo, deixa o consultório após discutir com a acompanhante de uma paciente e tenta agredi-la. O caso ocorreu no dia 17 de fevereiro, mas o boletim de ocorrência só foi registrado na última quarta-feira (24).

As imagens foram gravadas por Anderson Basílio Ferraz, 41, e a confusão começou após a médica Silvia Haber Duellberg se recusar a atender a avó do rapaz. A profissional de saúde afirmou que “ali não existia o Estatuto do Idoso” e que a idosa de 96 anos “seria a última das últimas” a ser atendida.

Indignada com a postura de Duellberg, a acompanhante de uma outra paciente decidiu questionar a profissional e acabou sendo agredida. Isabela Saturnino dos Santos, de 33 anos, teve os óculos arrancados do rosto e os cabelos puxados após confrontar a médica e observar que ela sequer usava máscara.

“Minha avó chegou no hospital de ambulância e precisava de atendimento emergencial. Ela apresentava sintomas de infecção urinária e desidratação. Chegamos no local às 12h30 e fomos comunicados por pessoas na sala de espera sobre a ausência da médica, que teria saído para almoçar às 11h30 e só retornou às 13h30”, diz Anderson, neto da idosa.

O neto ainda reforça que a médica, já no consultório, realizava atendimentos sem máscara, justificando que estaria imunizada contra a Covid-19 e por isso não precisaria do equipamento de proteção.

As imagens mostram que o homem pede à médica para atender sua avó com prioridade, mas recebe um “não” como resposta. “Perguntei se ela conhecia o Estatuto do Idoso e ela disse ‘não’, que ‘aqui não existe isso, ela vai ser a última das últimas da fila’”.

A Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo informou que repudia as condutas desrespeitosas da profissional e, diante das denúncias, determinou ao Hospital Heliópolis o afastamento imediato da médica envolvida no caso.

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo disse que está apurando o caso, uma vez que Duellberg possui registro profissional licenciado pela instituição.

VÍDEO:


Médica se recusa a atender idosa de 96 anos e agride mulher que protestou Médica se recusa a atender idosa de 96 anos e agride mulher que protestou Reviewed by Ednaldo Júnior on 14:33 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade