Em grupo de WhatsApp, Alden pede desculpas a deputados e promete retratação pública



por Bruno Luiz

Após acusar deputados da oposição de receber R$ 1,6 milhão mensais (reveja aqui), o deputado estadual Capitão Alden (PSL) pediu desculpas aos colegas e disse que vai se retratar publicamente. As mensagens foram enviadas na tarde desta terça-feira (27) pelo parlamentar no grupo da bancada no WhatsApp, palco de reações indignadas durante o dia contra as declarações do bolsonarista.

 

Alden afirmou que estava nervoso, que se "emocionou e trocou as bolas", que foi "mal interpretado" e garantiu não ter tido intenção de dizer que "alguém recebe ou recebeu propina ou algo do tipo". Por causa da acusação, a bancada de oposição decidiu ingressar com interpelação na Justiça e com representação no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) contra o parlamentar por quebra de decoro parlamentar. Caso seja aceito, o processo pode culminar na cassação do mandato dele. 

 

Como em nota enviada à imprensa, Alden alegou que se confundiu e, na verdade, quis dizer que o dinheiro vinha do governo do estado, por meio de emendas impositivas. 

 

"Queria me referir às nossas emendas [...] de R$ 1,6 milhão que temos direito e não conseguios destinar para as prefeituras e para as nossas bases. Em nenhum momento nominei alguém ou me referi a Salvador. Tanto quis dizer isso que ainda pontuei que por estar na oposição... não recebo emendas para as prefeituras por parte do Estado e menos ainda da União", escreveu em uma das mensagens. 

 

Foto: Bahia Notícias

 

Após as mensagens, Alden foi cobrado pelo deputado Soldado Prisco (PSC) para que se retratasse. "Teria que gravar um vídeo se retratando e explicando a todos", afirmou o social-cristão. 

 

Foto: Bahia Notícias

 

Líder da oposição, o deputado Sandro Régis também se manifestou, mesmo que indiretamente, sobre o posicionamento do colega. Ele enviou o link de uma matéria jornalística em que o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Adolfo Menezes (PSD), afirma que Alden vai precisar provar suas acusações para a Casa e a sociedade.

 

Apesar do pedido de desculpas, a situação do deputado continua delicada dentro da oposição. A bancada não engoliu bem a nota enviada à imprensa, na qual Alden se diz injustiçado pela reação dos colegas e se coloca como "voz solitária no deserto". Há irritação com sinais dúbios do parlamentar, que adota tons diferentes em público e no privado. "Os deputados não demonstraram o devido empenho em analisar e votar suas mais de 370 proposições (projetos de lei, projetos de indicação, requerimentos entre outros). Mas, para politizar uma situação pontual, os deputados demonstram uma energia exagerada", diz trecho da nota.

 

Para um oposicionista ouvido pelo Bahia Notícias em condição de anonimato, a "emenda saiu pior do que o soneto". "A situação dele permanece grave", disse. Outro deputado da oposição ouvido pela reportagem disse que, para evitar consequências maiores, Alden precisa se retratar. "Se ele não se desculpar publicamente, não vão ter pena de querer a cabeça dele."

 

A coleta de assinaturas para o requerimento de abertura de processo por quebra de decoro parlamentar começou nesta terça. O documento deve ser protocolado no Conselho de Ética nesta quarta-feira (27). A expectativa é de que o pedido contenha assinaturas da grande maioria da bancada.

Em grupo de WhatsApp, Alden pede desculpas a deputados e promete retratação pública Em grupo de WhatsApp, Alden pede desculpas a deputados e promete retratação pública Reviewed by Ednaldo Júnior on 06:17 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade