Cantora gospel incentiva uso de cloroquina: 'Eu tomei'. E morre de Covid-19

Morte da cantora repercutiu na rede social

Aos 48 anos, a cantora gospel e fisioterapeuta Cristiane Ferr morreu no dia 11 por complicações de Covid-19. O sepultamento ocorreu no dia seguinte em Juiz de Fora (MG).


Cristiane Ferreira de Souza, seu nome no registro civil, era defensora do "tratamento precoce" contra a doença, com o uso de hidroxcloroquina, ivermectina e azitromicina — medicamentos que comprovadamente não tem nenhum efeito no combate à inflamação causada pelo coronavírus.

Na rede social ela incentivava o uso do kit desses remédios "receitados" pelo presidente Bolsonaro e defendidos negacionistas.

"Eu tomei [o kit]", escreveu ela.

"Se você tomou ivermectina, azitromicina ou hidroxcloroquina poste no Facebook, e se não precisou tomar e é a favor, poste que é a favor. Seremos a maioria. Vamos forçar as prefeituras a começarem a prevenção urgente. E fazer a distribuição gratuita".

Ao sentir os primeiros sintomas da doença, ela se tratou em casa, tendo de ser internada com o agravamento de inflamação nos pulmões, que ficaram 100% comprometidos.

 Com informação e foto da rede social.
Cantora gospel incentiva uso de cloroquina: 'Eu tomei'. E morre de Covid-19 Cantora gospel incentiva uso de cloroquina: 'Eu tomei'. E morre de Covid-19 Reviewed by Ednaldo Júnior on 08:59 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade