Ultimas Postagens
.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Secretário estadual assinou ordem de serviço que beneficiará Paulo Afonso e região


Beneficiando 220 famílias de pescadores da região norte da Bahia foi assinado nesta quinta-feira (30), às 15 horas, no Centro de Convenções do Hotel Belvedere, a ordem de serviço para a construção da sede da colônia de pesca do município de Glória. Além do incentivo à organização produtiva e associativa, um projeto estruturante atenderá à Estação de Alevinagem Caiçara e à unidade de beneficiamento de Xingozinho, visando o aumento da produtividade, além de envolver um trabalho de capacitação das redes empresariais.
A iniciativa, que conta com o apoio da Secretaria Estadual de Infraestrutura é resultado da parceria envolvendo ainda as secretarias da Agricultura, através da Bahia Pesca, e da Ciências e Tecnologia (Secti/BID), com investimento de R$ 1, 593 milhão provenientes do Programa Progredir, direcionado ao arranjo produtivo local de piscicultura. A realização de obras de infraestrutura e eletrificação rural em unidades produtivas resulta da ação conjunta entre as Secretarias Estaduais de Agricultura e Infraestrutura.
A solenidade aconteceu durante o Encontro Regional de Piscicultura e Pesca, com a presença do secretário da Agricultura, Eduardo Salles, do gerente da Bahia Pesca em Paulo Afonso, Leivan Souza Pinto, do coordenador local do programa Progredir Secti/BID, Perisvalter Diniz, e do diretor de Energia da Secretaria de Infraestrutura, Dernival Oliveira Junior.
A ordem de serviço é também para a aquisição de equipamentos destinados à unidade de beneficiamento de Xingozinho, que tem capacidade de processamento diário de duas toneladas, e a ampliação das atividades da Estação de Produção de Alevinos da Caiçara, que passará a produzir dez milhões de alevinos até 2011.
A estação, que possui uma área de dez hectares de lamina d’água e produz atualmente três milhões de alevinos, possui uma estrutura física adequada para a produção de peixes, com 15 viveiros, laboratório, escritório e estruturas de apoio técnico para o desenvolvimento da produção.
Segundo o presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli, o objetivo final das ações é aumentar a oferta de pescado no Estado e melhorar as condições de trabalho dos pescadores. “A unidade de beneficiamento, por exemplo, permitirá que a produção passe por um processamento adequado, agregando valor ao produto. Possibilitará, ainda, a geração de mão de obra qualificada e o desenvolvimento local por intermédio da criação de empregos”.
Dados da Bahia Pesca apontam para uma produção de tilápia estimada em 889 toneladas, sendo o Território de Identidade de Itaparica, maior produtor da Bahia. O Estado ocupa a sexta posição no ranking nacional, e a segunda no Nordeste (atrás do Ceará). Estão envolvidos na produção das tilápias cerca de 1,5 mil famílias.
As ações atenderão a nove entidades na região, Cooperativa Mista Agropecuária dos produtores de Paulo Afonso (Coomapa), as associações do Tará, Olho D`Aguinha, Pia do Roque, Lagoa do Junco, Malhada Grande II, Malhada Grande III, e ainda Aqüicultura Colorado e Aqüicultura Natarelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzido Por: Mais Template - Designed By