Ultimas Postagens
.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

O declínio de uma cultura


A partir de hoje, 01 de junho, tem início o que já foi uma das mais tradicionais festas juninas de Paulo Afonso: o arraiá da Rua D. Os moradores da rua mais famosa do antigo acampamento CHESF sempre se orgulharam de fazer uma festa bonita e com todas as características que o período exige. Milho, canjica, pamonha, mungunzá e toda espécie de iguaria junina ajudavam a dar o tom da verdadeira festa de São João sem esquecer, obviamente, do verdadeiro e autêntico forró.

Mas o tempo passou e consigo levou o que se convencionou chamar de tradição dos festejos juninos, incluindo aí o mais autêntico ritmo da música nordestina. A bela festa junina de tempos atrás deu lugar a um espetáculo híbrido capitaneado por pagodes, axés e, acreditem, até discoteca.

Quando deveríamos ter bandas musicais tocando forró a noite toda e, assim, o arrasta pé amanhecer o dia, o arraia da Rua D apresenta uma verdadeira miscelânea de gêneros musicais desviando-se de forma lamentável dos costumes e tradições das festas de São João.

É triste, porém necessário dizer que o arraiá da Rua D hoje em dia é uma extensão do espetáculo vulgar e descabido que se apoderou das festas populares em todo o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzido Por: Mais Template - Designed By