Ultimas Postagens

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Des. Tutmés Airan, do TJ-AL, é ouvido pelo STJ em ação sobre cobrança de propina


Ele foi acusado por uma advogada de cobrar propina para dar sentenças favoráveis a pagadores. O desembargador tem negado a acusação, que classificou como 'falsa'.


O desembargador Tutmés Airan, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), foi ouvido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta terça-feira (4) em audiência referente a uma ação penal em que ele é acusado de cobrar propina de advogada para dar sentenças favoráveis.

A informação foi confirmada pela assessoria do STJ. Como o processo está sob sigilo, o STJ não deu maiores detalhes a respeito da audiência, de seu conteúdo ou se o desembargador foi ouvido em Brasília ou por videoconferência através da Justiça Federal em Maceió.

A denúncia contra Tutmés Airan foi feita pela advogada Adriana Mangabeira Wanderley, de que advogados ligados ao desembargador teriam cobrado dinheiro para dar sentenças favoráveis ao pagador.

Por meio da assessoria do TJ-AL, o desembargador informou à reportagem do G1 que não vai se pronunciar sobre o caso.

Os advogados citados na denúncia eram Luis Medeiros, Nivaldo Barbosa e Lucas Almeida. Os dois primeiros são ex-sócios do desembargador, e o terceiro, seu enteado.

Na época em que o caso veio à tona, Airan classificou a denúncia como falsa e disse que a advogada entrou com a ação depois que perdeu na Justiça um processo contra a empresa Braskem S/A a respeito do pagamento de honorários.

Adriana venceu o primeiro julgamento. A empresa, então, entrou com recurso junto à 3ª Vara Cível de Maceió, e o desembargador, que faz parte da Vara, decidiu por sentença não favorável à ela.

Do portal G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Traduzido Por: Mais Template - Designed By