Associação de juízes federais repudia atos de ministros em reunião de 22 de abril

Sem citar nomes, Ajufe critica postura dos ministros Abraham Weintraub e Ricardo Salles em 22 de abril


O respeito à independência judicial foi cobrado em nota pública pela Asssociação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), em nota. Sem citar nomes,a entidade critica atitudes dos ministros Abraham Weintraub (Educação) e Ricardo Salles (Meio Ambiente) na reunião ministerial de 22 de abril, divulgada na sexta-feira (22) pelo Supremo Tribunal Federal e apresentada como elemento de prova pelo ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro.
Segundo a Ajufe, os juízes federais “se solidarizam com os magistrados do Supremo Tribunal Federal, conclamam à estrita e necessária observância dos princípios constitucionais, notadamente a harmonia e separação dos Poderes.”
“Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”, afirmou Weintraub na reunião tornada pública. “Tal postura, reprovável e indigna, é incompatível com uma pessoa pública, especialmente  alguém ocupando um cargo de tão alta relevância na República”, retrucou a Ajufe
A entidade também considerou graves as declarações do titular do Meio Ambiente que sugeriu aproveitar o foco na pandemia da Covid-19 para acelerar as desregulamentação de normas ambientais. Para a associação,a proposta trata de “agendas estranhas à preservação da saúde e vidas da população brasileira”.
PUBLICIDADE
Associação de juízes federais repudia atos de ministros em reunião de 22 de abril Associação de juízes federais repudia atos de ministros em reunião de 22 de abril Reviewed by Ednaldo Júnior on 12:13 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade