Médico de MG afirma que “mata” paciente petista em plantão

 

“Petista eu mato em plantão”. Em mensagens, médico sugere matar pacientes que não estejam alinhados com suas convicções políticas. Ele apagou os perfis nas redes sociais após a repercussão do conteúdo


O médico Bernardo Pinto de Oliveira Souza, de Muriaé (MG), apagou os seus perfis nas redes sociais após a divulgação de mensagens em que ele sugere matar pacientes que não estejam alinhados com suas convicções políticas.

“C [você] caça um jeito de arruma um plano de saúde proc pq petista eu mato em plantão viu” (sic), disse o médico em um grupo de WhatsApp.

“Qd c tiver morrendo lá, quero que vc grita luladrao e eu enfio o dedo no seu cu pra vê a lágrima escorrendo nos Zoi. Petista trata-se assim”, completou.

Membros do diretório do PT de Muriaé (MG) pretendem denunciar o médico ao Ministério Público e ao Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRM-MG).

Antes de apagar seus perfis nas redes sociais, Bernardo demonstrava apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Ele ostentava fotos com frases como “o Lula tá preso, babaca”, “PT não” e “Bolsonaro 17”.

Declarações como a de Bernardo não são novidade. Um caso que ganhou projeção nacional foi o dos médicos que tiveram acesso ao diagnóstico de Marisa Letícia, ex-companheira de Lula. Relembre:


Médico de MG afirma que “mata” paciente petista em plantão Médico de MG afirma que “mata” paciente petista em plantão Reviewed by Ednaldo Júnior on 06:50 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade