Ex-aliado diz que governo Bolsonaro pagou R$ 10 mi por votos na eleição de Lira

 Até o momento Lira não se pronunciou sobre as denúncias do delegado Waldir


O The Intercept Brasil publicou nesse sábado (20) uma reportagem sobre uma promessa de R$ 10 milhões em emendas do orçamento secreto para cada deputado que votasse em Arthur Lira (PP-AL) para presidente da Câmara dos Deputados. 

A informação foi dada pelo deputado federal Delegado Waldir em entrevista ao repórter Guilherme Mazieiro. O deputado revelou o que seria um esquema de compra de votos com emendas do chamado “Orçamento Secreto” ou emendas do Relator (RP 9).

Segundo Waldir Soares de Oliveira, que também é ex-bolsonarista, a eleição de Arthur Lira para a presidência da Câmara dos Deputados foi baseada na promessa de R$ 10 milhões em emendas por voto. Se correta a informação, o volume de emendas envolvido na eleição passaria de R$ 3 bilhões. Isso porque Lira foi eleito com 302 votos.

Até o momento Lira não se pronunciou sobre as denúncias do delegado Waldir. O presidente da Câmara dos Deputados vem enfrentando pressão crescente por conta do uso das RP 9. No último dia 10, o STF suspendeu o uso do Orçamento Secreto – Lira promete recorrer.

Na sexta-feira (19), a Polícia Federal pediu ao STF autorização investigar irregularidades na execução e nos repasses das emendas de relator, o chamado orçamento secreto. A corporação suspeita de desvios e fraudes durante o processo.

A PF suspeita da “venda de emendas”, uma negociação em torno do recebimento da verba. Isso significa que o prefeito que quiser receber teria que pagar um percentual. As suspeitas se iniciaram com apurações do TCU que encontraram movimentações suspeitas.(jornaldealagoas.com.br)

Ex-aliado diz que governo Bolsonaro pagou R$ 10 mi por votos na eleição de Lira Ex-aliado diz que governo Bolsonaro pagou R$ 10 mi por votos na eleição de Lira Reviewed by Ednaldo Júnior on 06:18 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade