Capitão da PM do Rio liderava quadrilha que construiu túnel para roubar petróleo da Petrobras

Em três ações, a quadrilha teria furtado mais de 169 mil litros de petróleo, causando prejuízo de cerca de R$ 2 milhões à Petrobras


O capitão da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Marcelo Queiroz dos Anjos, que está foragido, é acusado de ser um dos líderes de uma organização criminosa especializada em furto de petróleo diretamente de dutos da Transpetro/Petrobras.

A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira (2) durante operação conjunta entre agentes da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio que prendeu outros quatro suspeitos de integrarem a quadrilha.

Marcelo Queiroz, que não foi encontrado, está lotado atualmente na Diretoria Geral de Pessoal da PM.

Segundo as investigações, a organização criminosa perfurou dutos nas cidades de Guapimirim, Nova Iguaçu e Queimados.

Em Queimados, os criminosos chegaram a construir um túnel subterrâneo para acessar o duto e também alugaram uma retroescavadeira para abertura de uma via de acesso para caminhões tanque para retirar o petróleo.

Em três ações, a quadrilha teria furtado mais de 169 mil litros de petróleo, causando prejuízo de cerca de R$ 2 milhões à Petrobras.

GIlson Cunha Júnior, que também era responsável por coordenar o transporte do combustível até o receptador, foi um dos presos na operação.

Walmir Aparecido Marin, denunciado pelo Ministério Público e empresário do município de Rolândia, no Paraná, já havia sido preso em 2020 na operação Sete Capitães II. Ele era o responsável por levar o combustível furtado até o interior do Paraná.

Capitão da PM do Rio liderava quadrilha que construiu túnel para roubar petróleo da Petrobras Capitão da PM do Rio liderava quadrilha que construiu túnel para roubar petróleo da Petrobras Reviewed by Ednaldo Júnior on 05:22 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade