Moraes dá 15 dias para PF emitir relatório sobre vazamento de dados sigilosos por Bolsonaro

 

Ministro afirmou que material é importante para análise da PGR

Foto: Reprodução/TV Justiça

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou um prazo de 15 dias para que a Polícia Federal (PF) apresente um relatório “minucioso” com o material obtido por quebra de sigilo de mensagens no inquérito que apura a participação do presidente Jair Bolsonaro (PL) no vazamento de dados sigilosos.

A decisão ocorre após a Procuradoria-Geral da República (PGR) pedir o arquivamento do caso, enquanto a PF apontou indícios de crime de Bolsonaro ao divulgar em uma live informações sigilosas relacionadas a uma investigação sobre as eleições de 2018.

O ministro do Supremo defendeu que o relatório é importante para a análise da PGR. “A Polícia Federal, ao concluir a investigação encaminhou as mídias que contém o material obtido da quebra de sigilo telemático, não elaborando, entretanto, relatório específico da referida diligência, essencial para a completa análise dos elementos de prova pela Procuradoria-Geral da República”, argumentou Moraes na decisão.

“Dessa maneira, oficie-se à autoridade policial, Delegado de Polícia Federal Fábio Alvarez Shor, para que encaminhe aos autos, no prazo de 15 (quinze) dias, relatório minucioso de análise de todo o material colhido a partir da determinação da quebra de sigilo telemático, preservado o sigilo das informações”, diz o texto.

Por bahia.ba

Moraes dá 15 dias para PF emitir relatório sobre vazamento de dados sigilosos por Bolsonaro Moraes dá 15 dias para PF emitir relatório sobre vazamento de dados sigilosos por Bolsonaro Reviewed by Ednaldo Júnior on 09:10 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade